Coisas do Brasil II: Os Medeiros

13 dezembro 2008

* Esse texto faz parte da Blogagem Coletiva organizada pela Andréa Motta, do blog Leio o Mundo Assim.

COISASDOBRASIL2-selo200x59

(Renata "fritando"os neurônios" pensando sobre o que escrever)

... A coletiva é sobre Coisas do Brasil. Mas, que coisa difícil!

Coisa pode ser qualquer coisa, ainda mais coisas de uma país com tantas coisas!

Coisa bonita, coisa feia. Coisa que traz orgulho, coisa que traz descrença. Coisa grande e pequena. Tem coisa de ninguém. Tem coisa de todo mundo. Tem coisa que gosto. Tem coisa que me dá desgosto. Tem coisa pra todos os gostos.

Queria escrever algo novo, que fosse característico, singular. Algo que as pessoas lessem e pensassem:

- Nossa, isso sim é bem coisa do Brasil!

E então.... Eureka! – tinha acabado de resolver sobre o que escrever.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

“Há (aproximadamente) 65 anos, no Nordeste do Brasil, Teresa e José se encontraram.  Se casaram em 1947.

Certo dia José acordou querendo mudar de vida.

- Teresa, o que acha de irmos embora pra São Paulo?

E ela sabia que não tinha escolha.

A aventura começou já no pau-de-arara.

Sabe? É aquele caminhão, que retira os retirantes da sua terra.

Acho que eles acreditaram que seria melhor,

pelo menos por lá não devia ser tão seco.

Com certeza não!

Quando deu a primeira tempestade, Teresa correu e mandou os filhos entrarem debaixo da mesa;

A vizinha tinha dito pra tomar cuidado com os raios

E a casa, cheia de goteira, deixou a coitadinha assustada.

Ela, que nunca tinha visto aquele mundaréu de água.

Na época tinham sete filhos.

Depois nasceram mais três, paulistas.

Que completaram os 10. Que se tornou o número da sorte dos Medeiros.

José de fibra. Tereza de aço.

E 10 filhos, que arriscaram tudo e fizeram acontecer.

Ela costurava, cuidava da casa e rezava.

Ele trabalhava e “botava” os filhos pra trabalhar também.

Assim, todo mundo ajudava.

E foi assim que o tempo passou.

A família cresceu e rendeu frutos.

Advogados, comerciantes, veterinária, engenheiros, (ex) dentista.

Tem gente morando em todo canto do Brasil: Limeira, Brasília, Jundiaí, Barracão (SC), São Paulo, Botucatu, São Carlos, São José do Rio Preto.

Tem até na Espanha e nos EUA. E esses daí, que estão do outro lado do mundo, sofrem mais.

Sentem falta do café, das frutas, do brigadeiro, das praias, do sol, do calor.

Mas, sentem mais falta do beijo e do abraço. E de todo mundo reunido, unido.

Sentem falta das coisas de família, das coisas da sua terra, das coisas do Brasil."

Esse texto é parte das minhas coisas.

Coisas da minha avó Teresa,

Coisas do meu avô José.

Coisas minhas. As que vi, que vivi.

Coisas da minha família.

Tão grande, tão generosa.

Tão nordestina, tão paulista, tão diversificada.

Tanta coisa numa só.

Coisa tão brasileira, coisa tão Brasil.

DSC01017

23 comentários:

Cybele Meyer disse...

Olá Renata,

Adorei conhecer o seu cantinho e achei excelente o seu post sobre Direitos Humanos.

Quero também lhe convidar para participar da blogagem Consumo Consciente promovido pela Sam Shiraishi que acontecerá do dia 15 ao 20 de dezembro.
Venha pegar seu selo (http://www.samshiraishi.com/consumo-consciente/) e junte-se a nós. Vamos fazer do nosso Natal, um Natal Sustentável.
Aguardo por você.
beijinhos

Andréa Motta disse...

Oi, Renata! Não se preocupe: eu também fritei os neurônios, o que resultou em dois texto: um que eu deletei e o outro que eu postei. ESte segundo também é repleto de memórias familiares. Obrigada por ter participado!!

Annah Paulah disse...

Nossa!Isso sim é coisa do meu Brasil hehehe
Meus avós vieram de outros países.
Porem presumo que a história de ambas famílias derivam da mesma idéia "Melhorar de Vida".
Muito bacana sua publicação.
Grande Abraço

Serena Flor disse...

Esta blogagem está nos dando a chance de conhecer o nosso Brasil, tão pouco conhecido por nós brasileiros e também a chance de conhecer novos amigos e isto é muito bom!
Beijos e parabéns pelo seu post...ficou ótimo!
Ah...e obrigada pela visitinha...adorei!

lavanderiavirtual disse...

Sinceramente, seu post ficou perfeito! Pena que você não colocou mais imagens da passagem do tempo entre os Medeiros! Mas a história é maravilhosa. E, como você mesma disse, tão nossa, coisa do Brasil! E a foto com a comemoração dos 80 anos da sua vó ficou linda!

Parabéns!

Beijos!
Juca

PS: Obrigado pela visita lá na Lavanderia!

Vanessa disse...

Lindo seu post, Renata. O que de mais "seu" haveria para falar ?

beijo

Fernanda Pereira disse...

Ai Rê, lindo...pra ser sincera é o mais lindo que eu li...

Tá o segundo mais lindo...;)

ahahahaha

Acho que em nenhum outro canto do mundo pode haver uma história dessa, tão comum e tão singular...

Adorei

Beijos

Elma Carneiro disse...

Ola Renata
A historia de sua familia é fascinante, você sabe escrever muito bem e adorei fazer a leitura de sua narrativa. Parabéns.
Gostei muito também de sua visita e espero estarmos em contato sempre visitamdo o blog uma da outra.
Certamente que voltarei mais vezes para ler suas histórias.
Tenha uma ótima noite e uma feliz semana.
Um aparte: sua familia é de garra ame-a sempre.
Beijos

*Renata disse...

Estou orgulhoso de ler essa historia que eu fiz, faço e vou sempre fazer parte !

Voce é dez mana !
Parabéns pelo texto, SENSACIONAL !

Te amo ! Beijos, Rô !

Su disse...

Que delícia de post!! FIcou muito gostosoo de ler!! Que delícia conhecer um pouquinho do seu cantinho!!!
Parabéns!!!


*pode vir a Arraial D'Ajuda qndo qzer, tenho certeza que vai amar esse lugar!!!

BEijos e boa semana

Georgia disse...

Renata, esta semana só dá Brasil na blogesfera, rs.

Vc deixou um comentario de que enviou sua colaboracao para nós. E que a Mariana te respondeu??? rs, nao seria Flavia?

Nao temos uma Mariana no blog, rs.

Um beijo

D.Ramírez disse...

Que honra ter você entre minhas leitoras!!! Muito mesmo, sabe, cada um que pasa lá me surpreendo e adoro, como você. E isso tudo aqui, cheio de vida, de encanto e esse texto maravilhoso, diferente de uma vida que vem se multiplicando sempre né?
Adorei muito aqui tbm!!
Será sempre muito bem vinda!

Besitos

Jorge C. Reis disse...

Que bonita história.. Bj

Lino disse...

Original a abordagem. E você tem razão, as famílias também são coisas do Brasil.

Clara Gomes disse...

Lindo, Renata. Me emocionou.
Beijo grande!

Sami Souza disse...

É lendo textos assim que a gente aprende a dar valor às coisas que temos. Lindo demais. Parabéns.

Georgia disse...

Renata, Brasil é feito por nós, pela nossa família e pelas histórias do passado.

Passa lá no:

http://www.elasestaolendo.blogspot.com/

Temos algo novo...

APPedrosa disse...

Renata,

obrigada pela visita. Adorei conhecer seu blog, e mais ainda a sua família.
Beijo,
Ana Paula

Priscila Meds disse...

A nossa família é tudo!!! Tão rara e tão comum! Amo t-o-d-o-s!!
E cada lágrima que derramei lendo esse texto carrega o ORGULHO de ser uma Medeiros!
bjo linda!
te amo.

dácio jaegger disse...

Coisa bonita esta Renata, trazer estas coisas tão íntimas, para que saibamos das mudanças de direção de coisas que aparentam ser pequenas mas que se transformam em coisonas de grande valor para o engrandecimento da pátria. Muito legal este enfoque ao mostrar como um núcleo familiar cresceu em tamanho e importância, e chegou a uma posição tão marcante que pôde se tornar parte de Coisas do Brasil, como um marco. Boa semana, Bjs.

elaine_meds disse...

Ai, ai... CHOREI. Que lindo chorar de emoção pela história linda da minha (nossa) origem...
Mais linda ainda é ler sob a perspectiva de quem conhece e participa da história e nasceu para escrever...
Amo vc e a nossa família!
beijo bem grandão.

Igor Garcia disse...

Rê minha queridona!! Desculpe mesmo pelo atraso...

Essa foi uma das postagens mais lindas que eu li de toda a coletiva!! Parece que quando evocamos algo beeeeeeeem pessoal, como por exemplo a postagem da Déia tb, as "coisas" não são menos do que fantásticas!

E essa mistureba de tudo que somos e tudo que seremos é a melhor prova de uma característica bem brasileira!! XD

ADOREI!! BJs n'alma, um abraço bem forte e uma ótima semana!

Igor Garcia disse...

RE minha queridona!!!

Desculpe meeeeeeeeesmo pelo atraso...

Essa é uma das melhores postagens de toda a coletiva!!! Parece que quando evocamos memórias, como a Deía fez no excelente post dela, o resultado das "coisas" não poderia ser menos do que fantástico! XD

E não tem "coisa" mais brasileira do que a nossa consaguinidade de todas as raças, vindo do Nordeste ou de MArte!

ADOREI!! Bjs n'alma e uma ótima semana!